Libertados 44 soldados paquistaneses após negociação com tribo seqüestradora

Islamabad, 1 jul (EFE).- Quarenta e quatro soldados paquistaneses seqüestrados foram libertados hoje por uma tribo da demarcação tribal de Kurram, no oeste do Paquistão, após chegar a um acordo com um conselho local responsável por mediar com o Governo.

EFE |

Os soldados foram libertados às 2h30 (18h30 de Brasília da segunda-feira) na localidade de Pewar, onde estavam sob poder da tribo Turi, disse à agência paquistanesa "APP" o governador de Kurram, Mohamad Azam Khan.

O Governo encomendou as negociações a um conselho (jirga) de 25 membros, que discutiu os termos da libertação durante pelo menos oito horas.

A jirga concedeu aos turi a abertura das principais estradas de Kurram, a retirada dos soldados e um cessar-fogo entre os grupos envolvidos na onda de violência que atinge a região.

A área de Pewar, segundo a "APP", é um dos focos de conflito entre o Exército e os insurgentes talibãs. Além disso, os aldeões sofrem com o fechamento das principais estradas, o que lhes levou a capturar os soldados há poucos dias, em protesto. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG