O governo de Cuba colocou em liberdade o opositor Reinaldo Labrada, o primeiro dos 75 opositores presos em 2003 e que cumpriu sua condenação de 6 anos, informaram nesta sexta-feira fontes da dissidência.

Labrada, de 46 anos, deixou a prisão de Guantánamo na quinta-feira e imediatamente seguiu para sua casa.

"Essa libertação não tem nada de particular, pois o pior seria que o tivessem deixado mais tempo preso, depois de cumprir integralmente a condenação", declarou à AFP o Oscar Espinosa, um dos 75 condenados em 2003 e libertado em 2004 por razões de saúde.

Labrada foi preso nas detenções em massa que o governo fez entre 18 e 20 de março de 2003, e era então membro do Movimento Cristão Libertação, liderado por Oswaldo Payá.

Figurava entre os promotores mais ativos do Projeto Varela, uma iniciativa opositora de reformas políticas e de abertura, que foi rejeitado pelo Parlamento cubano.

rd/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.