Libertações das Farc poderiam ajudar nas relações entre Quito e Bogotá

Bogotá, 25 dez (EFE).- A senadora colombiana Piedad Córdoba considerou hoje que se o Equador fizer parte do grupo que receberá os seis seqüestrados que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram que libertarão, isso ajudaria a melhorar o clima das relações desse país com Bogotá.

EFE |

"É um momento para melhorar, se quiserem, o clima que existe entre Equador e Colômbia", declarou Piedad a emissoras locais.

Quito rompeu relações diplomáticas com Bogotá em março passado, após uma operação desenvolvida por tropas colombianas contra um acampamento clandestino das Farc em território equatoriano.

Na ocasião, morreram 26 pessoas, entre elas "Raúl Reyes", porta-voz internacional do grupo guerrilheiro.

A senadora do Partido Liberal (PL) foi designada pelas Farc para receber os políticos Alan Jara e Sigifredo López e quatro membros do Exército e da Polícia que serão libertados pelo grupo.

Para a legisladora, neste momento o líder colombiano, Álvaro Uribe, é "muito respeitado" por outros governantes, e por isso deixou entrever que países como Argentina e Venezuela poderiam enviar delegados para a operação de libertação.

Piedad fez alusão a declarações de Uribe nas quais este rejeitava a participação estrangeira na anunciada libertação dos reféns, e assegurou que espera se reunir "nos primeiros dias de janeiro" com o presidente ou com o Alto Comissário para a Paz na Colômbia, Luis Carlos Restrepo, para conversar sobre o retorno dos seqüestrados.

Na última segunda-feira, o ex-presidente colombiano Ernesto Samper (194-1998) pediu que Bogotá contasse com apoio dos Governos de Brasil, Argentina e Venezuela no processo de libertação dos reféns, embora não tenha citado o Equador.

Uribe, no entanto, advertiu no mesmo dia que seu Governo não irá permitir um "espetáculo político" ou que se afetem as relações internacionais com o envolvimento de personalidades estrangeiras no processo. EFE rrm/fr

    Leia tudo sobre: equador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG