Libertação de jornalista que jogou sapatos em Bush é adiada

A libertação do jornalista Muntazer al-Zaidi, que se tornou famoso ao jogar os sapatos contra o então presidente americano George W. Bush em dezembro de 2008, foi adiada para terça-feira, anunciou o irmão do detento, Durgham.

AFP |

"Ele me ligou da penitenciária e disse que não seria libertado nesta segunda-feira. Ele me disse: vão me soltar amanhã (terça-feira)", declarou Durgham al-Zaidi, que estava na base militar de Muthanna, zona oeste de Bagdá, com toda a família do jornalista.

AFP

Irmã do jornalista chora ao receber a notícia

Repórter do pequeno canal de televisão privado Al-Bagdadia, Muntazer al-Zaidi, passou a ser considerado um herói em dezembro do ano passado, quando jogou os sapatos em direção ao ex-presidente americano.

"Este é o beijo de despedida, seu cachorro!", gritou ao então presidente Bush ao atirar os sapatos, em um gesto que captado pelas câmeras de todo o mundo.

Desde então, Al-Zaidi ganhou fama em todos os países árabes e seu rosto apareceu em camisas vestidas por milhares de manifestantes de Rabat ao Cairo, passando por Gaza e Londres.

Depois de passar nove meses na prisão, o jornalista vai recuperar liberdade. Ele foi condenado a três anos de detenção, mas teve a pena reduzida após uma apelação.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: bushiraquejornalista condenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG