Libertação de Betancourt contribui para pacificar Colômbia, diz Amorim

BRASÍLIA - O Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou nesta quarta-feira que a libertação da ex-senadora colombiana Ingrid Betancourt enfraqueceu ainda mais as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O ministro disse ainda que este passo contribui para a pacificação da Colômbia.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

"As Farc estão muito enfraquecidas. Isto está visível devido a uma série de acontecimentos. Acredito que a libertação da senadora concretize ainda mais este enfraquecimento", afirmou Amorim.

AFP
AFP
Ingrid Betancourt se reúne com sua mãe em base militar da Colômbia

A franco-colombiana Ingrid Betancourt foi resgatada pelo governo colombiano das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), junto com 14 reféns, nesta quarta-feira, segundo anunciou o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos.

Além de Betancourt, que estava seis anos seqüestrada, o governo colombiano libertou 11 militares e policiais colombianos e três cidadãos norte-americanos em uma operação denominada "Jaque" no departamento de Guaviare, sul do país. O ministro, em coletiva de imprensa, convidou jornalistas a falar com os ex-reféns na base militar de Tolemaida, centro do país, nas próximas horas.

O resgate aconteceu numa zona de selva do departamento de Guaviare, no sudoeste da Colômbia, informou Santos em entrevista à imprensa na sede do ministério da Defesa em Bogotá.

Entenda

Saiba mais sobre Ingrid

O Resgate

Imagens

Repercussão

Opinião

Leia também:

    Leia tudo sobre: farcingrid betancourt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG