Manágua, 4 abr (EFE).- O Partido Liberal Constitucionalista (PLC) da Nicarágua, que faz oposição ao governo, anunciou hoje que escolherá seu candidato presidencial para as eleições presidenciais de 2011 em eleições primárias que contarão com a participação de seu principal dirigente, o ex-governante Arnoldo Alemán.

O porta-voz do partido, Leonel Teller, afirmou em uma declaração escrita que eles escolherão seu candidato presidencial em eleições primárias que devem ser realizadas no dia 4 de julho.

O candidato "ganhador será ratificado pela Grande Convenção Nacional (do PLC), no dia 11 de julho", precisou.

Na terça-feira o PLC deve aprovar o calendário eleitoral para a inscrição dos aspirantes presidenciais pelos liberais, assim como um regulamento eleitoral, um código de ética de campanha e a participação de observadores eleitorais nacionais e internacionais.

O ex-governante Alemán (1997-2002) anunciou no 21 de março que aceitava o desafio de participar de eleições primárias para escolher o candidato presidencial do partido.

Alemán é visto por 29,1% dos nicaragüenses como o líder da fragmentada oposição, seguido com 25,8 % pelo ex-chanceler e deputado liberal dissidente Eduardo Montealegre, segundo pesquisa da empresa local M&R Consultores.

No entanto, de acordo com a pesquisa só 7,9% da população acredita que Alemán é o candidato mais idôneo para representar a oposição nas eleições presidenciais de 2011. A enquente foi elaborada entre os dias 10 e 18 de março com 1,6 mil pessoas de todo o país e tem uma margem de erro de 2,5%. EFE lfp/pb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.