Líbano confirma que Israel entregou mapas de bombas lançadas em 2006

Beirute, 13 mai (EFE).- O primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, confirmou que Israel entregou os mapas com o local das bombas de fragmentação lançadas pelos israelenses durante a guerra com o Líbano em 2006 para localizar as que não explodiram então.

EFE |

Segundo a imprensa local, Siniora assegurou que o chefe da Força Interina da ONU para o Líbano (Finul), general Claudio Graziano, informou-o que Israel entregou os mapas a ele.

Com a entrega dos mapas - cuja autenticidade ainda tem que ser verificada, segundo Siniora - Israel satisfaz uma exigência da Finul e do Líbano que remonta ao final da guerra entre os dois países entre 12 de julho e 14 de agosto de 2006.

Os mapas "deveriam ter sido entregues ao término da guerra de 2006 em conformidade com a resolução 1701 do Conselho de Segurança da ONU", ressaltou o primeiro-ministro libanês.

O tenente-coronel Diego Fulco, um dos porta-vozes da Finul, declarou à Agência Efe que as forças internacionais começaram a verificar hoje a informação contida nos mapas, mas alertou que não sabe quanto tempo isso levará.

Fulco explicou que os mapas "ajudarão a prevenir acidentes" contra a população civil e o pessoal que se dedica a retirar as bombas.

A estimativa é de que mais de 30 pessoas morreram e outras 250 ficaram feridas desde o final da guerra por causa da explosão de bombas lançadas por Israel. O conflito deixou 1.200 mortos, cinco mil feridos e quase um milhão de deslocados. EFE ks/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG