Líbano acusa Israel de violar resolução da ONU após disparos

Beirute, 3 mar (EFE).- O Exército do Líbano acusou Israel de continuar violando a resolução 1.

EFE |

701 do Conselho de Segurança da ONU, que colocou fim ao conflito de 2006 entre o Estado judeu e a milícia xiita libanesa do Hisbolá, depois que soldados israelenses dispararam hoje contra um muro em território libanês.

"Israel continua violando a resolução 1.701 e hoje uma das patrulhas inimigas disparou, por volta das 10h30 (5h30 de Brasília), em direção a um muro de uma aldeia fronteiriça em território libanês, a cerca de 20 metros da cerca de separação, sem vítimas", informou o Exército, em comunicado.

A nota acrescentou que foram enviados reforços ao local do incidente, um muro situado junto a um caminho na localidade libanesa, onde há investigações.

A Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Finul) publicou outro comunicado no qual confirmou que foram "informados de um tiroteio israelense".

Imediatamente, a Finul entrou em contato com ambas as partes e enviou um grupo de investigação ao terreno.

"Agora, as patrulhas da Finul e do Exército libanês se encontram no lugar do incidente", afirma o texto. EFE ks/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG