Moscou, 15 ago (EFE).- O presidente da Letônia, Valdis Zatlers, anunciou hoje que seu país insistirá em pedir que as organizações internacionais revisem suas relações com a Rússia devido às recentes operações militares no Cáucaso.

"A Letônia se pronuncia a favor de que todos os princípios e mecanismos de cooperação com a Rússia sejam revisados", disse o presidente letão, após a sessão do Conselho de Segurança Nacional de seu país, informou a agência russa "Interfax".

Zatlers ressaltou ainda que a Letônia deve cooperar de forma ativa com a União Européia (UE), a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a ONU e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).

Um dos objetivos do presidente letão é propiciar a trajetória de forças de paz internacionais rumo à Geórgia, já que, na sua opinião, só estas podem garantir a paz na região.

Trata-se da primeira declaração pública do presidente letão depois da operação russa de "imposição da paz" para defender a região separatista georgiana da Ossétia do Sul das tropas georgianas.

Na véspera, o presidente da Estônia, Toomas Hendrik Ilves, declarou que a incursão da Rússia na Geórgia deveria convencer a Otan para que incorpore o mais rápido possível Geórgia e Ucrânia no órgão. EFE egw/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.