Uma colônia de leões-marinhos endêmica nas ilhas de Galápagos viajou 1,5 mil quilômetros para a costa peruana devido à mudança de temperatura das águas, de acordo com uma organização daquele país que monitora mamíferos marinhos. A Organização para Pesquisa e Conservação de Animais Aquáticos afirmou que a mudança na temperatura foi causada pela mudança climática, As ilhas Galápagos ficam a 600 quilômetros da costa do Equador.

Segundo especialistas, esta é a primeira vez que os leões-marinhos de Galápagos estabelecem uma colônia fora das ilhas.

A organização afirma que a temperatura da água em Piura, na costa norte do Peru, aumentou de 17 graus centígrados para 23 graus nos últimos dez anos.

Esta temperatura é muito mais próxima da temperatura do mar em volta das ilhas Galápagos, cuja média gira em torno dos 25 graus centígrados.

Agora que as condições do mar na costa norte do Peru são tão parecidas com as das ilhas Galápagos, de acordo com a organização, mais leões-marinhos e outras espécies poderão começar a migrar para aquela área.

Como muitas espécies nativas das ilhas, os leões-marinhos são únicos, pertencentes àquela região.

Desde que o naturalista britânico Charles Darwin visitou as ilhas pela primeira vez há mais de 150 anos, as ilhas Galápagos são conhecidas como um museu vivo da evolução das espécies.

Agora, devido ao aquecimento global, o ecossistema das ilhas poderá sofrer mudança sem precedentes em sua história.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.