advertência para políticos e cidadãos, diz Berlusconi - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Lembrar Holocausto é advertência para políticos e cidadãos, diz Berlusconi

Roma, 27 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse hoje que a memória e a história da Shoah (Holocausto) são uma advertência para políticos e cidadãos, e afirmou que a lembrança é um dever para que não volte a ocorrer.

EFE |

"Foi confiada às instituições a competência de prestar homenagem às vítimas e de proteger as futuras gerações das delirantes ideologias inspiradas no ódio racial", acrescentou Berlusconi, em comunicado divulgado hoje pela Presidência do Governo.

Com a realização há dez anos na Itália do dia que lembra hoje o 65º aniversário da libertação do campo de Auschwitz-Birkenau pelas forças soviéticas, "a lembrança da Shoah saiu do âmbito estritamente privado", disse o primeiro-ministro da Itália.

"Os sentimentos de indignação e rebelião que se vive neste momento de grande emoção, frente às provas de tão horrível crime, são compartilhados por quem tem a responsabilidade do Governo", acrescentou.

Essa lembrança, segundo Berlusconi, deve ser "um empurrão positivo para construir uma sociedade moderna e democrática na qual todos, indistintamente, possam conviver em serenidade e harmonia".

EFE mfe/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG