Leilão de recordações do Titanic arrecada 50.000 dólares

As recordações que a última sobrevivente do naufrágio do Titanic, Millvina Dean, se viu obrigada a leiloar as peças para pagar sua estadia em um asilo foram vendidas no sábado por 31.150 libras (50.000 dólares), 10 vezes a mais que ela esperava obter.

AFP |

Millvina Dean tinha apenas dois meses quando o "Titanic" se chocou contra um iceberg, em 1912. Agora, com 96 anos, esperava conseguir 3.000 libras (5.171 dólares) com a venda de recordações, entre as quais uma maleta de 100 anos com a roupa que foi dada a sua família depois do trágico acidente, em sua chegada a Nova York.

Millvina, que vive numa abrigo para idosos, tem problemas nos quadris e possui gastos médicos muito elevados.

Cerca de 1.500 passageiros e tripulantes do "Titanic" morreram em 14 de abril de 1912, quando o navio naufragou em sua viagem inaugural, de Southampton a Nova York.

Millvina Dean foi a sobrevivente mais jovem da tragédia e foi resgata com seu irmão e sua mãe. O pai morreu. A família pretendia emigrar para o Kansas.

No total, 700 pessoas sobreviveram ao pior desastre marítimo da história.

Millvina é a a última sobrevivente do Titanic, depois da morte da compatriota Barbara Joyce Dainton, ano passado.

gj/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG