Legisladores dos EUA chegam a acordo para financiar Guerra do Iraque

Washington, 18 jun (EFE) - Legisladores republicanos e democratas chegaram hoje finalmente a um acordo sobre um projeto para financiar as operações militares no Iraque e no Afeganistão, que será promulgado pelo presidente americano, George W. Bush, disseram fontes do Congresso.

EFE |

O acordo proporcionará ao Departamento de Defesa americano fundos no valor de US$ 165 bilhões durante um ano para ambos os conflitos, acrescentaram.

Steny Hoyer, líder da maioria democrata e John Boehner, da minoria republicana, afirmaram aos jornalistas que o acordo inclui fundos de emergência para a zona central do país afetada por desastres naturais, uma extensão de ajuda a desempregados e fundos de assistência universitária para veteranos de guerra.

"Trata-se de um acordo arranjado de forma bipartidária e acho que é aceitável para a maioria dos republicanos, a maioria dos democratas, e a Casa Branca", assinalou Boehner.

As fontes indicaram que, ao aprovar o acordo, os legisladores abandonaram sua insistência em aplicar restrições à capacidade de Bush para dirigir a guerra e forneceram os fundos requisitados há mais de um ano para financiar as operações no Iraque e no Afeganistão.

Essa decisão foi tomada pelos legisladores democratas depois que Bush retirou a ameaça de vetar o projeto perante a insistência dos representantes do partido de oposição de aplicar fundos destinados aos conflitos à extensão de pagamentos por desemprego e a ajuda aos veteranos de guerra.

A ajuda, que significará um gasto de US$ 62 bilhões nos próximos 10 anos, será financiada com o orçamento fiscal, disseram as fontes.

Alguns legisladores tinham proposto que se financiasse com uma sobretaxa tributária de 0,5% aos contribuintes mais ricos.

A idéia foi considerada inaceitável pelos legisladores republicanos. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG