Legisladores chineses são expulsos da Assembléia por suspeita de corrupção

Pequim, 28 out (EFE).- Dois deputados da Assembléia Nacional Popular (ANP), principal entidade legislativa da China, foram expulsos da instituição por seu suposto envolvimento em casos de corrupção, informou hoje a agência oficial Xinhua.

EFE |

No final da quinta sessão do Comitê Permanente da ANP, iniciada no dia 23 de outubro e encerrada hoje, se anunciou a expulsão da Assembléia de Zhu Siyi e Xie Bing, envolvidos respectivamente em escândalos de suborno e fraude, embora a notificação oficial não tenha dado maiores detalhes.

Zhu é diretor-geral da empresa Yida Fuel Development na província de Cantão (sul), enquanto Xie é presidente da companhia de alimentos Miaodayi Meichu, da província de Sichuan, acrescentou a informação.

Na sessão de hoje também foi anunciada a destituição de Zhu Zhigang, outro dos legisladores, de seu posto de diretor do comitê orçamentário da ANP.

Zhu, ex-vice-ministro de Finanças, é investigado por um caso de suposta corrupção em sua etapa ministerial, durante a qual vários de seus familiares adquiriram imóveis a preços muito abaixo do mercado.

O político também renunciou a seu posto como legislador e a seu posto de subdiretor do comitê de finanças e economia do principal órgão legislativo chinês.

O Governo central da China prevê que a corrupção de alguns de seus altos funcionários é o principal fator de descontentamento popular com o regime comunista, algo que combate com campanhas de investigação e penas de morte "exemplares". EFE abc/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG