Legisladores aceitam renúncia do presidente do Parlamento ucraniano

Kiev, 12 nov (EFE).- Os legisladores ucranianos aceitaram hoje a renúncia do presidente da Rada Suprema (Parlamento da Ucrânia), Arseni Yatseniuk.

EFE |

No parlamento, 233 deputados votaram a favor da renúncia de Yatseniuk, que apresentou sua renúncia em setembro passado, após a dissolução da coalizão de maioria.

A aliança era formada pelo Nossa Ucrânia, Autodefesa Popular e Bloco de Yulia Timoshenko, todas forças protagonistas da "revolução laranja" de 2004, como foi denominada a resposta pacífica à fraude nas eleições presidenciais realizadas esse ano.

Yatseniuk, de 34 anos, deputado do Nossa Ucrânia, o partido do presidente ucraniano, Viktor Yushchenko, presidia a Rada desde dezembro de 2007.

Quando apresentou sua renúncia, Yatseniuk disse que essa decisão era em cumprimento do acordo que indicava que, em caso de ruptura da coalizão, o presidente da Rada e o chefe do Governo deviam apresentar seus afastamentos.

No entanto, a primeira-ministra, Yulia Timoshenko, se negou a renunciar e disse que continuará à frente do Gabinete até que a nova Rada forme uma nova coalizão de Governo.

O presidente ucraniano convocou as eleições parlamentares antecipadas para 7 de dezembro, mas problemas de financiamento e a aberta oposição de Timoshenko à realização do pleito geraram dúvidas de que possam acontecer nesse prazo. EFE bk-bsi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG