Legislador democrata festeja libertação de reféns das Farc

Washington, 2 jul (EFE) - O presidente da subcomissão da América Latina da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Eliot Engel, disse hoje que o resgate, por parte do Exército colombiano, de três americanos, Ingrid Betancourt, e de outros 11 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) prejudica o grupo.

EFE |

Engel, democrata, afirmou estar "profundamente aliviado" com o resgate dos 15 reféns.

"Meu coração está com as famílias de Marc Gonsalves, Thomas Howes e Keith Stansell, que, em breve, verão seus entes queridos de novo", disse Engel, em referência aos três americanos que prestavam serviço para o Pentágono e que permaneciam em cativeiro desde 2003.

"Sua libertação é outro passo rumo à desintegração das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e o fim da terrível guerra na Colômbia", acrescentou.

Os americanos foram seqüestrados em 13 de fevereiro de 2003 quando o pequeno avião no qual viajavam pelas selvas de Caquetá (sudoeste colombiano) durante uma missão de vigilância para o combate ao tráfico de drogas fez um pouso forçado devido a uma falha mecânica.

Engel destacou em sua declaração que "os seqüestros brutais desta gente inocente, além de centenas de outras pessoas ainda detidas, foram condenados ao redor do mundo".

O político democrata é um dos congressistas mais interessados nos temas da Colômbia na Legislatura. EFE cma/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG