Lavrov diz que apenas 500 soldados russos de paz ficarão na Ossétia do Sul

Moscou, 21 ago (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, disse hoje que só 500 soldados de paz russos permanecerão na região separatista georgiana da Ossétia do Sul.

EFE |

"Amanhã mesmo, serão instalados na zona de segurança oito postos militares para os soldados de paz, contingente que não ultrapassará os 500", disse Lavrov, segundo as agências russas.

O chefe da diplomacia russa afirmou que "as outras unidades militares enviadas como reforços serão retiradas" a seus quartéis em território russo.

"A retirada começou há vários dias, mas, como nos romances de detetives ruins, nossos parceiros ocidentais não querem se dar conta", disse.

Lavrov acusou o líder georgiano, Mikhail Saakashvili, de colocar em perigo a integridade territorial de seu país, ao lançar uma agressão contra a Ossétia do Sul.

Além disso, insistiu na necessidade de aprovar uma resolução no Conselho de Segurança da ONU, cujo conteúdo reflita os seis pontos contidos no plano europeu de regra do conflito.

O comando militar da Rússia anunciou que amanhã, sexta-feira, completará a retirada de suas tropas do território georgiano. EFE io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG