Lava e cinza do vulcão Etna provocam fechamento de aeroporto na Itália

Especialistas acreditam que o Etna deve diminuir as atividades, reabrindo o aeroporto ao meio-dia, no horário local

EFE |

O vulcão Etna, no nordeste da ilha italiana da Sicília, o mais ativo da Europa, intensificou sua atividade nas últimas horas e expeliu por uma de suas crateras grande quantidade de lava e cinza, provocando o fechamento do aeroporto internacional de Catânia.

Durante toda a madrugada o Etna lançou pela cratera sudeste grande quantidade de lava e de cinza, que alcançaram a cidade de Catânia, a segunda maior da Sicília, e o seu aeroporto. No início da manhã desta quinta-feira, a agência de aviação civil italiana (Enac) e a sociedade que administra o aeroporto de Fontanarossa decidiram fechar o aeroporto como medida de segurança, enquanto sete máquinas começaram a varrer as pistas para retirar a cinza.

Desde que a atividade do Etna não volte a aumentar, as autoridades esperam reabrir o aeroporto de Catânia ao meio-dia (horário local). A situação do Etna está voltando à "normalidade", segundo os especialistas, mas vem sendo acompanhada com atenção pelo Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia de Catânia.

    Leia tudo sobre: ITÁLIAVULCÃOetnaaerporto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG