Laura Chinchilla é a nova presidente da Costa Rica

A candidata governista Laura Chinchilla se tornou a primeira mulher a ser eleita para a presidência da Costa Rica, após vencer a votação de domingo por ampla maioria.

AFP |

"Este certamente é um momento de alegria, mas sobretudo de humildade. Não vou trair esta confiança, porque tenho certeza que não foi dada como um presente", declarou a cientista política de 50 anos.


Laura foi apoiada pelo atual presidente, Oscar Arias / AFP

Chinchilla anunciou a vitória depois que seus principais adversários, Ottón Solís e Otto Guevara, admitiram a derrota e felicitaram a nova presidente.

Com 83% das urnas apuradas, Chinchilla tinha 46,77% dos votos, seguida por Solís (25,12%), Guevara (20,89%) e pelo social-cristão Luis Fishman (3,86%), segundo o Tribunal Supremo Eleitoral (TSE).

Em um discurso diante de uma multidão de seguidores diante de um hotel de San José, onde chegou acompanhda do marido, o especialista em direito penal espanhol José María Rico, e do filho de 13 anos, José María, a candidata afirmou que os costa-riquenhos que votaram nela aprovaram o mandato do presidente Oscar Arias, que a apoiou como candidata a sua sucessão.

Chinchilla admitiu que não esperava um referendo tão favorável a sua candidatura. "Superou as expectativas", declarou, antes de prometer um "diálogo permanente com os setores sociais e políticos do país".

Também agradeceu aos adversários, às mulheres, que segundo ela "continuam superando as barreiras e fazendo a Costa Rica maior", assim como o fundador do Partido de Libertação Nacional (PLN), José Figueres.

Leia mais sobre Costa Rica

    Leia tudo sobre: costa rica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG