Latinos são maioria em 28 grandes cidades dos EUA

Hispânicos são mais da metade da população em 28 cidades com mais de 100 mil habitantes na Califórnia, Texas, Flórida e Nova Jersey

EFE |

Os latinos representam mais de metade da população de 28 cidades americanas com mais de 100 mil habitantes, todas localizadas nos Estados da Califórnia, Texas, Flórida, e Nova Jersey.

Os números foram divulgados na terça-feira por estatísticos do Escritório do Censo em análise dos últimos dados demográficos sobre a população latina, que cresceu na última década quatro vezes mais que a do conjunto do país.

Embora o número de hispânicos tenha aumentado em todo o país desde 2000, o contingente segue concentrado em três Estados: Califórnia (27,8%), Texas (18,7%) e Flórida (8,4%). No leste de Los Angeles (Califórnia), 97% da população é latina, uma percentagem só superada em Porto Rico, onde 99% dos cidadãos são hispânicos.

Os latinos já representam 70% ou mais da população em 13 cidades dos Estados Unidos, a maioria delas localizadas na Califórnia e no Texas. Há também Miami (Flórida), com 70% de hispânicos.

O Escritório do Censo utiliza os termos "latino" e "hispânico" indistintamente para referir-se aos cidadãos residentes nos EUA que, ao responder as perguntas do Censo, definiram-se como "de origem latina, hispânica ou espanhola".

Dessa maneira, os dados demográficos sobre a população latina se baseiam na origem com o qual uma pessoa se identifica, e não com seu lugar de nascimento. O censo indica que os mexicanos, o grupo latino com maior presença nos EUA, vivem sobretudo na Califórnia (11.423.146), Texas (7.951.193), Arizona (1.657.668), Illinois (1.602.403) e Colorado (757.181).

O segundo maior contingente é o de porto-riquenhos, localizados majoritariamente em Nova York (1.070.558), Flórida (847.550), Nova Jersey (434.092), Pensilvânia (366.082), e Massachusetts (266.125).

Os cubanos, a terceira maior comunidade latina dos EUA, continuam concentrados na Flórida (1.213.438), embora estejam presentes também em Estados como Califórnia, Nova Jersey, Nova York e Texas.

As outras três comunidades de origem hispânica que ultrapassam 1 milhão de pessoas nos EUA são a salvadorenha (1,6 milhão), a dominicana (1,4 milhão) e a guatemalteca (1 milhão). O número de latinos dos EUA cresceu 43% na última década, quatro vezes mais que o conjunto da população do país, que aumentou 9,7%.

Entre 2000 e 2010, a população total dos EUA cresceu 27,3 milhões de pessoas, sendo 15,2 milhões relativos ao contingente hispânico.

    Leia tudo sobre: euaimigraçãoimigração nos EUAhispânicoslatinos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG