Larijani pede que Ocidente escute AIEA e não provoque o Irã

Teerã, 25 jun (EFE).- O ex-negociador iraniano em matéria atômica e presidente do Parlamento, Ali Larijani, pediu hoje que os países ocidentais escutem os conselhos do diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamad ElBaradei, de não atacar o Irã por causa de seu programa atômico, informou a agência oficial de notícias Irna.

EFE |

ElBaradei criticou há uma semana um possível ataque à República Islâmica, e ameaçou renunciar se isso acontecesse, ao considerar que transformaria a região em "uma bola de fogo".

"Não provoquem o Irã", disse Larijani em uma reunião do Parlamento iraniano, na qual acusou o Ocidente de adotar uma política de dois pesos e duas medidas em relação à negociação com Teerã sobre suas atividades nucleares.

Larijani comentou a recente decisão da União Européia (UE) de impor novas sanções contra entidades e personalidades iranianas pela recusa de Teerã de abandonar o enriquecimento de urânio.

"Vocês devem levar a sério os conselhos de ElBaradei e não provocar o Irã (...) a única coisa que vocês conquistaram com a estratégia errônea no Iraque, Líbano e Afeganistão foi o ódio e o rancor", disse Larijani, que também é o principal assessor em assuntos atômicos do líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei.

Além disso, criticou o fato de a UE ter aprovado as novas sanções antes de o Irã responder à proposta com incentivos dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha (5+1), que teve como objetivo solucionar a polêmica gerada pelo programa iraniano.

Essa proposta, elaborada por EUA, Reino Unido, França, Rússia e China, além da Alemanha, foi entregue a Teerã no último dia 14 pelo chefe da diplomacia européia, Javier Solana.

O Irã considera que o Tratado de Não-Proliferação Nuclear lhe dá direito a desenvolver um programa atômico pacífico, por isso se nega a suspender o enriquecimento de urânio, uma matéria de duplo uso: militar e civil. EFE fa/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG