Larijani diz que indicados por Ahmadinejad estão sendo estudados

Teerã, 25 ago (EFE).- O presidente do Parlamento iraniano, Ali Larijani, ressaltou hoje que os deputados estão estudando minuciosamente o histórico dos ministros indicados pelo chefe de Estado Mahmoud Ahmadinejad, já que o objetivo da casa é dar sustento à República, defender os direitos dos cidadãos e evitar a ditadura.

EFE |

Em declarações divulgadas pela estatal "PressTV", o político conservador moderado revelou que os diferentes grupos que integram a Assembleia estão se reunindo com os ministros indicados para saber se eles são apropriados para o posto.

"As várias comissões e grupos políticos estão se reunindo com os ministros propostos. Isto dá uma ideia da seriedade com que os deputados encaram este assunto", afirmou.

O presidente do Parlamento disse ainda que um dos principais objetivos desse precosso é descobrir o grau de "piedade, altivez, qualificação e experiência" dos indicados peo Ahmadinejad.

"Com toda certeza, o Governo sabe o cuidado que o Parlamento tem de garantir que um gabinete forte e engajado, que saiba conduzir as questões nacionais na atual situação", acrescentou.

Na última quarta-feira, Ahmadinejad apresentou os nomes de 21 futuros ministros, que antes de assumirem terão que ser ratificados no cargo pelos parlamentares.

No entanto, a julgar pelas declarações de vários dos deputados, os indicados pelo presidente terão dificuldades para serem aprovados. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG