rápidos pelos protestos da Ashura - Mundo - iG" /

Larijani anuncia julgamentos rápidos pelos protestos da Ashura

TEERÃ - O chefe do poder judiciário iraniano, Sadeq Larijani, prometeu neste domingo julgamentos rápidos e contundentes aos responsáveis pelos distúrbios na festa de Ashura em Teerã, nos quais, segundo números oficiais, oito pessoas morreram.

EFE |

Em declarações divulgadas pela televisão estatal por satélite, Larijani acusou "os arruaceiros" de aproveitar a polêmica sobre o resultado do pleito presidencial de 12 de junho para atacar à República Islâmica.

"Os arruaceiros afirmam que estavam protestando pelo resultado das eleições, mas na realidade o que fazem é opor-se ao sistema islâmico", afirmou durante uma reunião com outros responsáveis do Poder Judiciário.

O Irã está imerso em uma profunda crise política e social desde a vitória eleitoral do presidente, Mahmoud Ahmadinejad, pleito que a oposição classifica de "fraudulento".

Na semana passada, a queda-de-braço se agravou após a morte de oito pessoas em confrontos durante o dia de "Ashura", a festa mais sagrada do calendário religioso xiita.

Durante os últimos protestos, reprimidos com violência, 500 pessoas foram detidas, das quais 300 permanecem presas, entre estas mais de dez ativistas da oposição.

Leia mais sobre: Teerã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG