Ladrões entram na casa da avó de Obama no Quênia

A polícia do Quênia reforçou a segurança no vilarejo onde vive a avó do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos Barack Obama, depois que ladrões invadiram a casa dela.

BBC Brasil |

A polícia acredita que os ladrões estivessem tentando roubar um painel solar do telhado da casa de Sarah Hussein Obama, mas disse que eles aparentemente não conseguiram desmontá-lo e que nada foi levado.

O incidente aconteceu na quarta-feira à noite, quando os ladrões derrubaram a porta da cozinha.

"Eu só percebi que alguma coisa estava errada quando eu fui preparar o café da manhã. Eu não ouvi nada durante a noite, já que estava chovendo", disse Sarah Obama, de 86 anos, ao jornal Daily Nation.

Ela disse que teme por sua segurança.

"Algumas pessoas acreditam que Obama tem me mandado um monte de dinheiro", disse a mulher a outro jornal, o East African Standard.

Quatro pessoas foram presas, e o esquema de patrulhamento aumentou no vilarejo de Alego-Kogello.

O senador é um herói no vilarejo, onde o seu pai, Barack Obama, nasceu. Obama pai cuidava de cabras no local durante a infância.

Segundo correspondentes, uma cerveja local, com o nome de Senator, agora é chamada de "Obama" em homenagem ao político americano.

Obama nunca viveu no Quênia e visitou o país apenas três vezes.

Leia também:

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG