Ladrões da placa de Auschwitz são condenados à prisão

Um tribunal da Cracóvia condenou à prisão nesta quinta-feira os três homens que roubaram a placa de Auschwitz, que fica na entrada do campo de concentração nazista e traz a inscrição Arbeit Macht Frei (O trabalho liberta).

iG São Paulo |

AP
Policiais escoltam um dos condenados durante julgamento

Policiais escoltam um dos condenados durante julgamento

Os três homens confessaram o crime e aceitaram a pena proposta pelo Ministério Público, que vai de 18 meses a dois anos e meio de prisão, o que tornou desnecessária a abertura de um processo judicial.

Os condenados aproveitaram a sentença para pedir desculpas pelo roubo que cometeram em dezembro do ano passado, quando desmontaram o letreiro metálico, o dividiram em três partes e as levaram para uma casa de campo em uma localidade do centro do país, a 600 quilômetros do campo de concentração.

AP
Imagem de 1998 mostra o letreiro de Auschwitz

Imagem de 1998 mostra o letreiro de Auschwitz

Os outros dois poloneses envolvidos no roubo - um recrutou os ladrões e outro serviu de intermediário para o sueco que pretendia vender a placa em seu país - permanecem sob custódia da Polícia, à espera de julgamento.

Anders Hoegstrom, o sueco acusado de ter encomendado o roubo, também está detido e, em breve, será extraditado para a Polônia, onde tserá julgado.

O roubo do letreiro do campo de Auschwitz causou desconforto à sociedade polonesa, que ajudou a polícia a localizar os ladrões e a recuperar a placa.

Leia mais sobre A uschwitz

    Leia tudo sobre: polônia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG