Kuwaitiano é preso após manter brasileiros presos em hotel na Polônia

Varsóvia, 5 mai (EFE).- A Polícia de Varsóvia prendeu hoje um homem de 23 anos, supostamente de nacionalidade kuwatiana, que mantinha três brasileiros presos em um quarto de um hotel da capital polonesa e que afirmava ter explosivos suficientes para mandar o estabelecimento pelos ares.

EFE |

Os jovens presos foram identificados inicialmente como israelenses, mas depois foi confirmado que são três turistas brasileiros de religião judaica.

"Recebemos uma ligação de um funcionário do hotel, que ficou assustado com uma discussão proveniente de um dos quartos no qual um homem dizia que ia explodir tudo", declarou o porta-voz da Polícia de Varsóvia, Marcin Szyndler.

Os policiais esvaziaram imediatamente o hotel, no qual havia cerca de cem pessoas hospedadas. Entretanto, nenhuma bomba foi encontrada posteriormente.

Neste momento estavam no hotel vários adolescentes judeus, que tinham viajado até a Polônia para visitarem os campos de concentração nazistas e conhecer a história de um país no qual, antes da Segunda Guerra Mundial, existia uma das comunidades judaicas mais importantes da Europa.

A Polícia entrou sem problemas no quarto, no qual o detido, completamente bêbado, mantinha os três jovens detidos. Foi confirmado que eles estão bem.

O homem, identificado como Mohammed A., é de nacionalidade kuwatiana, segundo as primeiras informações dadas pelas autoridades locais. EFE nt/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG