Kuwait planeja investir US$ 132 bi em metrópole no deserto

O governo do Kuwait planeja investir US$ 132 bilhões na construção de uma metrópole em um deserto no norte do país. Batizada de City of Silk (Cidade da Seda), a cidade terá capacidade para abrigar 700 mil pessoas e será conectada à capital, Cidade do Kuwait, e a outros importantes centros do Oriente Médio por meio de estradas de ferro.

BBC Brasil |

O projeto é financiado com os lucros obtidos com as vendas de petróleo do país, um dos maiores exportadores da commodity, e deve estar concluído em 2023.

O nome "Cidade da Seda", ou Madinat al-Hareer, em árabe, é inspirado na antiga rota do comércio medieval que ligava a Europa à China pelo Oriente Médio.

De acordo com o escritório de arquitetura britânico responsável pelo projeto futurístico, Eric R. Kuhne, a cidade será construída em uma superfície de 250 quilômetros quadrados e será dividida em quatro áreas: financeira, cultural, ecológica e de lazer.

Estão previstas construções como a de um arranha-céu com mais de mil metros de altura, aeroporto, resorts, santuário da vida selvagem, reservas naturais e grandes centros esportivos, onde as autoridades esperam abrigar competições nacionais.

O anúncio público do projeto será feito nas próximas semanas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG