Moscou, 2 jun (EFE).- O Kremlin expressou hoje sua confiança em conseguir avanços nas negociações de desarmamento com os Estados Unidos antes da primeira visita a Moscou do presidente americano, Barack Obama, programada para entre os dias 6 e 8 de julho.

Citada por agências russas, Natalia Timakova, porta-voz do Kremlin, declarou que há "contatos bilaterais muito ativos tanto por parte da administração presidencial, quanto por parte da Chancelaria".

O Ministério de Assuntos Exteriores russo informou que "os primeiros resultados do trabalho sobre o novo acordo de desarmamento serão divulgados no início de julho durante a reunião russo-americana" em Moscou.

Em abril, Medvedev e Obama se comprometeram a iniciar novas negociações de desarmamento nuclear.

A Rússia considerou como "bem-sucedida" a primeira rodada de negociações com os EUA, realizada em maio na capital russa, para um novo acordo de desarmamento que substitua o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start).

A segunda rodada começou ontem em Genebra. A Rússia insiste em que o novo acordo de desarmamento deve contemplar todos os planos americanos de desenvolvimento de sistemas de mísseis estratégicos.

Isso inclui os planos de instalar elementos do escudo antimísseis dos EUA no Leste Europeu, o possível desdobramento de armamento no espaço e o desenvolvimento de cargas não nucleares para os mísseis balísticos intercontinentais.

O objetivo de ambas as partes é elaborar em cinco meses um novo acordo de desarmamento que substitua o Start, que expira em 5 de dezembro. A ratificação do documento pelos Parlamentos dos dois países pode ocorrer só em 2010. EFE io/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.