Kremlin adverte que defenderá cidadãos russos na Ossétia do Sul

Moscou, 8 ago (EFE).- O Ministério da Defesa russo advertiu hoje a Geórgia de que defenderá seus soldados das forças de paz e também os cidadãos russos na Ossétia do Sul, território separatista georgiano onde quase a totalidade da população tem passaporte russo.

EFE |

"Os dirigentes georgianos se lançaram em uma aventura suja. O sangue, derramado na Ossétia do Sul, recai sobre essas pessoas e seu entorno", diz o comunicado, divulgado pelo serviço de imprensa da Defesa russa.

Pouco antes, o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, tinha ameaçado a Geórgia com "medidas de resposta" pela "agressão militar" contra a região separatista georgiana da Ossétia do Sul.

Putin, que assistirá hoje na capital chinesa à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, não detalhou a que tipo de medidas se referia, e acusou Tbilisi de "iniciar as ações militares".

O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, decretou hoje a mobilização geral do país e denunciou que aviões russos bombardeiam o território georgiano.

O chefe de Estado disse em mensagem transmitida pela TV local que é vítima de uma agressão em grande escala e que aviões russos bombardeiam seu território.

"A Rússia está nos bombardeando. Foi lançada uma agressão em grande escala contra a Geórgia", disse Saakashvili. EFE mb/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG