desenlace feliz no caso de reféns das Farc - Mundo - iG" /

Kouchner espera desenlace feliz no caso de reféns das Farc

Caracas, 30 abr (EFE) - O ministro de Relações Exteriores francês, Bernard Kouchner, disse hoje em Caracas que acredita em um desenlace feliz e rápido em relação aos reféns em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Acredito, quero crer e desejo que o desenlace seja feliz e próximo neste doloroso caso", afirmou Kouchner a jornalistas, ao fim de uma reunião com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

"Falamos da libertação dos seqüestrados, de Ingrid (Betancourt) e de todos os demais", acrescentou ao deixar o Palácio presidencial de Miraflores.

Kouchner, que chegou a Caracas no marco de sua viagem para reavivar as negociações pela busca de um acordo humanitário que permita a libertação dos seqüestrados pela guerrilha, qualificou de "positiva" o encontro com o presidente venezuelano.

O ministro francês, que visitou Colômbia e Equador antes de chegar à Venezuela, só falou alguns minutos com a imprensa antes de se dirigir ao aeroporto para a viagem de volta à França.

Kouchner, que esteve em fevereiro passado na Venezuela em sua primeira visita oficial, disse na terça-feira à noite em entrevista coletiva em Bogotá que "todos se congratularão" se Chávez retomar o papel de mediador para conseguir a libertação dos reféns das Farc.

Fontes da embaixada da França em Caracas disseram à Agência Efe, antes do encontro, que Kouchner abordaria com o presidente venezuelano o tema dos seqüestradores, as relações bilaterais e a próxima cúpula América Latina-União Européia.

Hoje, o ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Fernando Araújo, visitou a região dos Montes de María (norte), na qual ficou seqüestrado durante seis anos por rebeldes das Farc, até fugir em 31 de dezembro de 2006.

Araújo, que três meses depois de fugir foi nomeado chanceler, sobrevoou a região com um megafone na mão, para pedir que os guerrilheiros abandonem a luta armada. EFE ar/iw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG