Kouchner diz que UE só aceitará Tsvangirai à frente do Governo zimbabuano

Paris, 1 jul (EFE).- A União Européia (UE) não aceitará um Governo no Zimbábue que não seja dirigido pelo atual chefe da oposição, Morgan Tsvangirai, segundo declarou hoje o ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner.

EFE |

"Sejamos claros: a UE não aceitará outro Governo que não seja um dirigido por Tsvangirai", afirmou Kouchner em declarações à rede de televisão "France 2", no dia em que a França assumiu a Presidência rotativa do bloco europeu.

Kouchner lembrou que Tsvangirai obteve 47% dos votos no primeiro turno do pleito no Zimbábue, e assinalou que outro Governo seria "ilegítimo".

Tsvangirai, que venceu o primeiro turno em 29 de março, se retirou do segundo em conseqüência da violenta repressão contra seus seguidores.

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, foi proclamado vencedor do segundo turno no domingo passado, em meio a denúncias de observadores internacionais que dizem que uma fraude teria ocorrido.

EFE ik/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG