Kouchner chega a Bogotá em busca de acordo humanitário com Farc

Bogotá, 28 abr (EFE) - O ministro de Relações Exteriores francês, Bernard Kouchner, chegou hoje a Bogotá na primeira etapa de uma viagem que também o levará a Quito e Caracas, para buscar com os respectivos Governos a reativação de um acordo humanitário com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Por volta de 15h30 (17h30 em Brasília), Kouchner deve chegar ao país e se reunir, inicialmente, com o ministro de Relações Exteriores colombiano, Fernando Araújo, e um pouco mais tarde com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe.

Com ambos, segundo fontes diplomáticas, Kouchner insistirá em reativar o acordo humanitário com as Farc pela liberdade dos reféns, entre eles a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, que também tem nacionalidade francesa.

A libertação de Betancourt é assunto prioritário na agenda do presidente francês, Nicolas Sarkozy.

É a segunda visita de Kouchner à Colômbia em pouco mais de dois meses, pois entre 20 e 21 de fevereiro esteve em Caracas e em Bogotá com o mesmo objetivo e às vésperas do 6º aniversário do seqüestro de Betancourt.

Além de Betancourt, as Farc mantêm em seu poder 39 pessoas, entre elas políticos, soldados e policiais, assim como três americanos, que querem trocar por 500 guerrilheiros presos.

A nova viagem do chefe da diplomacia francesa se produz três semanas depois de as Farc rejeitaram uma missão humanitária enviada à Colômbia por França, Espanha e Suíça com a intenção de entrar em contato com Betancourt, a qual estaria gravemente doente.

Kouchner se reunirá na terça-feira com o presidente equatoriano, Rafael Correa, e na quarta-feira com o chefe de Estado venezuelano, Hugo Chávez. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG