Kosovo rejeita de antemão plano de Ban para seu território

Pristina, 10 nov (EFE).- Autoridades do Kosovo, que se declarou independente da Sérvia em fevereiro passado, rejeitaram hoje de antemão o plano do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que prevê Polícia, Justiça e alfândegas paralelas para albanos e sérvio-kosovares.

EFE |

Em Pristina, o presidente kosovar, Fatmir Sejdiu, disse à imprensa que a ex-província sérvia "considera alguns elementos substanciais do plano de Ban Ki-moon inaceitáveis, já que contradizem os fundamentos da Constituição do Kosovo".

Sejdiu indicou que está "pronto para negociar" sobre a presença da missão civil européia no Kosovo (Eulex), mas deseja "respeitar" o plano do ex-mediador Matti Ahtisaari e a Constituição kosovar.

O plano de Ban seria apresentado amanhã no Conselho de Segurança da ONU em Nova York, mas perante a forte resistência dos albano-kosovares, a proposta foi adiada, segundo fontes do Escritório do secretário-geral das Nações Unidas.

O chanceler sérvio, Vuk Jeremic, disse hoje que seu país só aceitará o desdobramento da missão civil da União Européia (Eulex) no Kosovo se o bloco se comprometer a mostrar neutralidade em relação ao estatuto do território autoproclamado independente em fevereiro.

Belgrado quer que a missão civil no Kosovo conte com o apoio do Conselho de Segurança da ONU, que seja neutro em respeito ao estatuto e que não aplique o plano do ex-mediador Martti Ahtisaari sobre a independência tutelada. EFE am-jk/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG