Pristina, 18 jun (EFE).- O presidente do Kosovo, Fatmir Sejdiu, ordenou hoje a abertura das primeiras embaixadas do país, que se autoproclamou independente em 17 de fevereiro, apesar da objeção sérvia.

Os países que terão embaixadas de Kosovo serão Estados Unidos, Reino Unido, França, Itália, Bélgica, Áustria, Suiça e Albânia, conforme o decreto assinado hoje por Sejdu.

Em comunicado, o Governo afirma que "o presidente, em um futuro próximo, tomará outras decisões sobre mais missões diplomáticas".

O sinal verde para a escolha dos primeiros representantes diplomáticos acontece depois que no domingo passado, quatro meses após a declaração unilateral de independência, entrasse em vigor a nova Constituição do Kosovo.

Até hoje, 43 países reconheceram a soberania do novo Estado, porém, países como Sérvia e Rússia, continuam considerando Kosovo como uma província sérvia.

Belgrado e Moscou defendem que a independência kosovar é "ilegal".

Espera-se que a primeira missão diplomática de Kosovo seja aberta esta mesma semana em Tirana pelo primeiro-ministro, Hashem Thaçi, quem inicia amanhã uma visita de dois dias à capital albanesa.

Para a próxima semana, é esperada a nomeação dos primeiros novos embaixadores kosovares. EFE am/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.