Berlim, 1 set (EFE).- O ex-chanceler alemão Helmut Kohl e os ex- presidentes Mikhail Gorbachov, da União Soviética, e George Bush, dos Estados Unidos, se reunirão na capital da Alemanha para a celebração do 20º aniversário da queda do Muro de Berlim.

Os três antigos líderes, protagonistas também da reunificação do país, estarão em Berlim a convite do jornal alemão "Bild", em 31 de outubro, anunciou hoje a direção do diário.

Em declarações ao jornal, Kohl expressou sua alegria em voltar a reunir-se na capital alemã "com grandes companheiros daqueles dias", coincidindo com as celebrações da queda do Muro, que ocorreu em 9 de novembro de 1989.

Segundo a chanceler alemã, Angela Merkel, o atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não estará nos atos oficiais de comemoração da queda do Muro e a posterior reunificação alemã, que serão realizados em 9 de novembro.

Merkel assinalou que as celebrações coincidem com a cúpula dos países-membros do pacto de cooperação econômica da Ásia e o Pacífico que será realizada em Cingapura, reunião que Obama quer aproveitar para fazer uma viagem pelo sudeste asiático.

"Se ele (Obama) não vier, provavelmente pedirá a Bill Clinton (ex-presidente americano) que viaje em seu lugar a Berlim. Também nos alegraríamos por esta forma de representação americana", declarou a chanceler em entrevista publicada hoje pela revista "Super Illu".

Merkel afirma que estão confirmadas as presenças dos demais chefes de Estado e Governo de países assinaram o chamado Tratado Dois mais Quatro, que conduziu à reunificação alemã.

Trata-se do presidente da Rússia, Dimitri Medvedev, o governante francês, Nicolas Sarkozy, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, que estarão presentes nas celebrações em frente ao Portão de Brandeburgo. EFE jcb/dm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.