Santiago do Chile, 14 nov (EFE).- O ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner afirmou hoje que o projeto que prevê a transferência dos fundos de aposentadoria privados ao Estado é a decisão mais importante tomada desde 2003.

"É uma mudança estrutural muito forte", assegurou em Santiago o ex-líder argentino, que governou o país entre 2003 e 2007.

O Governo argentino, presidido por Cristina Fernández de Kirchner, que sucedeu seu marido no poder, procura passar os fundos de aposentadoria privados ao Estado, projeto que está pendente de aprovação no Senado.

O ex-presidente participa no Chile do terceiro fórum anual progressista, organizado pela Fundação Chile 21.

Néstor assegurou que, uma vez aprovado o projeto, o sistema estatal dos fundos de aposentadoria vai ser "superlativo".

Segundo ele, "o dinheiro dos aposentados não vai ser sorteado por quatro ou cinco pessoas".

O ex-presidente criticou, além disso, as privadas Administradoras de Fundos de Aposentadorias e Pensões (AFJP), acusando-as de deixar o país com uma dívida externa de US$ 100 bilhões. EFE gs/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.