A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, adiou a viagem que faria a Cuba e à Venezuela neste final de semana, informou nesta sexta-feira à AFP uma fonte do governo, destacando que a decisão foi provocada por questões de saúde.

Kirchner sofreu um "quadro de lipotimia associado a uma desidratação leve, sem causas orgânicas, ocasionado pelas altas temperaturas da época", informou o médico Buonomo.

A presidente sentiu uma indisposição nos últimos dias que a obrigou a suspender sua agenda oficial.

jos/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.