Kinshasa convoca seu embaixador em Bruxelas e fecha consulado de Antuérpia

A República Democrática do Congo (RDC) decidiu convocar seu embaixador em Bruxelas e fechar seu consulado em Antuérpia para protestar contra declarações do ministro belga das Relações Exteriores, que teria evocado um direito moral de seu país sobre o antigo Zaire.

AFP |

"Denunciamos firmemente as recentes declarações do chanceler belga Karel de Gucht, que reconhece ao governo belga um direito moral sobre a RDC e seus dirigentes", afirmaram neste sábado os ministros congoleses, que se reuniram em conselho na noite de sexta-feira.

O governo congolês "lembra que a RDC é um país independente e soberano, e não reconhece a nenhum outro país qualquer suposto direito moral sobre ela".

"Em conseqüência", o Conselho dos ministros decidiu "convocar o embaixador da RDC em Bruxelas e fechar o consulado congolês em Antuérpia".

sb/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG