O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o ataque, em Cabul, contra o presidente afegão, Hamid Karzai, que escapou ileso, e o classificou de inaceitável.

"Condeno, nos termos mais firmes, o ataque contra o presidente (Hamid) Karzai que aconteceu durante um desfile militar hoje, em Cabul", disse o secretário-geral da ONU, em um comunicado.

"Esse ataque contra as instituições legítimas do Estado afegão e o povo afegão é inaceitável", acrescentou.

Ki-moon aproveitou para reafirmar o apoio da ONU à reconstrução do Afeganistão, "por intermédio de instituições públicas legítimas, de forma que aponte as necessidades dos mais vulneráveis e forneça justiça e segurança".

O secretário-geral pediu à comunidade internacional e ao governo afegão que continuem os esforços conjuntos por esses objetivos.

O atentado foi cometido por militantes talibãs, que lançaram foguetes, matando três pessoas, entre elas um menino, além de ferir uma dúzia de inocentes. Os talibãs assumiram a autoria e disseram que não havia um alvo específico.

ga/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.