Ki-moon apóia comissão da Unasul sobre matança de Pando

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apoiou, nesta sexta-feira, a criação de uma comissão da Unasul para investigar a matança de camponeses este mês, no departamento boliviano de Pando, e disse que os responsáveis devem ser punidos conforme a lei.

AFP |

De acordo com a porta-voz Michèle Montas, "o secretário-geral quer expressar seu firme apoio à democracia do país e às instituições democráticas".

Ki-moon "saúda os esforços da União Sul-Americana de Nações (Unasul), da Organização dos Estados Americanos (OEA), da União Européia e da Igreja Católica, que junto com a ONU estão agindo como observadores no processo de diálogo na Bolívia".

Ainda segundo a porta-voz, o secretário-geral "dá as boas-vindas à criação de uma comissão investigadora da Unasul sobre as lamentáveis mortes no departamento de Pando (Bolívia), em 11 de setembro".

"Os responsáveis devem ser punidos conforme a lei", acrescenta Ki-moon.

O secretário-geral, que se reuniu esta semana com o presidente boliviano, Evo Morales, em paralelo à Assembléia-Geral da ONU, espera "que todas as partes se abstenham de recorrer à violência para defender suas posições".

ltl/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG