O líder norte-coreano Kim Jong-Il provavelmente se encontra hospitalizado, mas pode seguir tomando decisões, afirmou o primeiro-ministro japonês, Taro Aso, ao citar um relatório dos serviços de inteligência.

"O Japão dispõe de informações segundo as quais está provavelmente no hospital", declarou Aso no Parlamento japonês.

"O estado de saúde dele não é muito bom. Porém, não acreditamos que seja incapaz de tomar decisões".

A saúde de Kim Jong-il e sua sucessão são objeto de boatos desde que, em 9 de setembro, não compareceu ao grande desfile militar que celebrou o 60º aniversário do regime de Pyongyang.

Autoridades americanas e sul-coreanas acreditam que Kim foi vítima de um derrame, mas prossegue no comando do país.

O canal japonês Fuji TV informou na segunda-feira que um cirurgião francês viajou à Coréia do Norte para atender o líder de Pyongyang.

Aso disse estar a par da reportagem.

"Também sabemos que o médico francês viajou a Pequim depois de ter sido contactado pelo filho mais velho do líder norte-coreano, Kim Jong-Nam, em Paris", acrescentou.

O premier japonês se recusou a revelar mais detalhes sobre o estado de saúde de Kim Jong-Il.

mis/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.