Tóquio, 11 nov (EFE).- O líder da Coréia do Norte, Kim Jong-il, poderia ter sofrido um segundo derrame cerebral no final do mês passado, segundo informou hoje a rede de televisão japonesa TBS, que cita uma fonte americana na Coréia do Sul.

De acordo com os serviços de inteligência americanos, Kim teria sofrido outro derrame depois do primeiro, ocorrido em meados de agosto.

Aparentemente este segundo teria deixado seqüelas na perna e no braço esquerdos do dirigente norte-coreano, que segundo a televisão japonesa se encontra em um hospital de Pyongyang.

O ataque de Kim coincidiu com a visita à capital norte-coreana do médico francês, François-Xavier Roux, contatado em Paris por um dos filhos do dirigente norte-coreano.

A imprensa norte-coreana publicou recentemente várias fotos de Kim, sem especificar a data na qual foram tiradas.

As especulações sobre o estado de saúde de Kim, de 66 anos, cresceram desde que deixou de aparecer em público no dia 14 de agosto.

O líder não compareceu em 9 de setembro ao desfile militar com o qual a Coréia do Norte, regime comunista com potencial nuclear, comemorou os 60 anos de sua fundação, o que despertou todo tipo de comentários sobre sua saúde.

Fontes dos serviços de inteligência dos Estados Unidos asseguraram então que o líder norte-coreano tinha sofrido um derrame cerebral. EFE fab-yk/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.