Kim Jong-il poderia ter sofrido um segundo derrame, segundo fontes dos EUA

Tóquio, 11 nov (EFE).- O líder da Coréia do Norte, Kim Jong-il, poderia ter sofrido um segundo derrame cerebral no final do mês passado, segundo informou hoje a rede de televisão japonesa TBS, que cita uma fonte americana na Coréia do Sul.

EFE |

De acordo com os serviços de inteligência americanos, Kim teria sofrido outro derrame depois do primeiro, ocorrido em meados de agosto.

Aparentemente este segundo teria deixado seqüelas na perna e no braço esquerdos do dirigente norte-coreano, que segundo a televisão japonesa se encontra em um hospital de Pyongyang.

O ataque de Kim coincidiu com a visita à capital norte-coreana do médico francês, François-Xavier Roux, contatado em Paris por um dos filhos do dirigente norte-coreano.

A imprensa norte-coreana publicou recentemente várias fotos de Kim, sem especificar a data na qual foram tiradas.

As especulações sobre o estado de saúde de Kim, de 66 anos, cresceram desde que deixou de aparecer em público no dia 14 de agosto.

O líder não compareceu em 9 de setembro ao desfile militar com o qual a Coréia do Norte, regime comunista com potencial nuclear, comemorou os 60 anos de sua fundação, o que despertou todo tipo de comentários sobre sua saúde.

Fontes dos serviços de inteligência dos Estados Unidos asseguraram então que o líder norte-coreano tinha sofrido um derrame cerebral. EFE fab-yk/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG