Washington, 9 set (EFE) - O presidente da Coréia do Norte, Kim Jong-il, pode ter sofrido um infarto cerebral nas últimas duas semanas, revelaram fontes dos serviços secretos dos Estados Unidos sob condição de anonimato.

Isto explicaria a ausência do líder norte-coreano no desfile militar realizado hoje em comemoração ao 60º aniversário de fundação do país asiático.

"Parece que Kim Jong-il pode ter sofrido um infarto cerebral", disse a fonte.

Kim Jong-il não é visto em público desde 14 de agosto, e os serviços secretos americanos esperavam sua aparição na terça-feira passada.

Segundo esta fonte, não houve sinais de mudança no Governo norte-coreano, e o Executivo avalia se Kim tem condições de estar à frente do país, o que gerou muita especulação.

Observadores políticos e agências de espionagem de Coréia do Sul, Estados Unidos e dos demais países envolvidos no diálogo nuclear com a Coréia do Norte esperavam comprovar hoje se Kim assistiria ao desfile em Pyongyang. EFE elv/ev/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.