Khamenei fecha porta a qualquer aproximação com EUA

Teerã, 26 jan (EFE).- O líder supremo da Revolução iraniana, aiatolá Ali Khamenei, fechou hoje as portas a uma eventual aproximação com os americanos ao afirmar que Estados Unidos e Israel são os dois piores inimigos do Irã.

EFE |

Em declarações divulgadas nesta terça-feira pela agência de notícias estatal "Irna", o aiatolá acusou o Governo Barack Obama de usar a internet como arma para derrubar o regime iraniano.

"Durante os últimos 30 anos, o Governo americano, o regime sionista e o sionismo internacional se sobressaíram como os piores inimigos da nação iraniana", disse Khamenei diante de milhares de pessoas na cidade de Amol.

"Mesmo hoje, verdadeiramente, são nossos piores inimigos e confiar nele (EUA) é um dos maiores erros que se pode cometer", acrescentou.

Irã e EUA romperam laços diplomáticos em abril de 1980, uma vez consolidado o triunfo da revolução islâmica e em plena crise pelo assalto à embaixada americana em Teerã, onde estudantes revolucionários mantiveram 52 pessoas reclusas por 444 dias.

Logo após chegar à Casa Branca, Obama mostrou seu desejo de abrir um novo capítulo caso o regime iraniano mudasse de postura. EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG