Khamenei critica presença americana no Iraque ao receber Maliki

O guia supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, denunciou a presença das tropas americanas no Iraque ao receber nesta segunda-feira o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, informou a televisão estatal.

AFP |

"O principal problema do Iraque é a presenças das forças de ocupação no país. Nós temos certeza de que os iraquianos, com unidade e esforço, conseguirão sair desta situação, e que o sonho dos norte-americanos não acontecerá", declarou Khamenei.

O líder iraquiano não citou diretamente o acordo de cooperação e amizade que é negociado atualmente entre Iraque e Estados Unidos para estabelecer as futuras relações bilaterais, sobretudo a delicada questão da presença militar americana no Iraque.

O projeto de acordo foi criticado energicamente pelas autoridades iranianas, que consideram o mesmo uma instrumento para que os americanos possam manter suas tropas no Iraque a longo prazo e atacar outros países da região a partir do território iraquiano.

Os diversos partidos xiitas iraquianos também criticaram o projeto.

No domingo, Maliki garantiu às autoridades iranianas que seu país não será utilizado como base para atacar a segurança do Irã.

O premier iraquiano, que já se reuniu com o presidente Mahmud Ahmadinejad e com o novo presidente do Parlamento, Ali Larijani, chegou sábado a Teerã para uma visita de três dias.

sgh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG