Khamenei apoia Ahmadinejad e diz que regime não cederá a pressões

Teerã, 24 jun (EFE).- O líder supremo da revolução iraniana, aiatolá Ali Khamenei, voltou a apoiar hoje a vitória eleitoral do presidente Mahmoud Ahmadinejad, enquanto advertiu que o regime não cederá a pressões populares.

EFE |

Em declaração divulgada pela TV estatal, a máxima autoridade do Irã pede aos candidatos que deixem os protestos e convida todos os iranianos a apoiar o Governo.

"Sobre os recentes incidentes em relação às eleições, insisto que é necessário aplicar a lei. Nem o sistema, nem o povo cederão perante a força", afirmou.

Desde que em 13 de junho foram divulgados os resultados das eleições presidenciais, o Irã é palco de grandes protestos da oposição, que denuncia fraude maciça no pleito a favor de Ahmadinejad.

As manifestações foram reprimidas de forma dura pela Polícia e por grupos de milicianos voluntários islâmicos, que tomaram Teerã.

Nos enfrentamentos, morreram pelo menos 20 pessoas, segundo números oficiais.

O líder iraniano pediu, além disso, a todos os deputados e autoridades que colaborem com o Governo.

"Não sejam duros com o Governo. Cooperem em sua tarefa de forma amistosa", assinalou. EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG