O guia supremo do Irã, o aiatolá Ali Kamenei, advertiu em Teerã o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, sobre as consequências do acordo de segurança assinado por Iraque e os Estados Unidos, revelou neste domingo a agência oficial Irna.

O aiatolá declarou a Maliki que "um dos principais objetivos dos Estados Unidos é criar uma base para uma presença de longo prazo e domínio da região", segundo a Irna.

Maliki, que terminou neste domingo pela manhã a visita que iniciara sábado à Teerã, assinou em 14 de dezembro de 2008 com o presidente americano, George W. Bush, um acordo de segurança que fixa as condições de retirada das tropas americanas do Iraque antes de 2011.

O aiatolá Kamenei duvidou da validade deste acordo, manifestando a seu interlocutor que "os americanos não mantêm uma verdadeira amizade nem sequer com seus mais próximos aliados na região e, consequentemente, não se pode nem se deve acreditar nas promessas que fazem".

hif/nh/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.