Kennedy sofre convulsão e é tirado de maca do Capitólio

Washington, 20 jan (EFE).- O senador por Massachusetts Edward Kennedy, que tem tumor no cérebro, sofreu hoje uma convulsão durante o almoço após a posse de Barack Obama no Capitólio e teve de ser retirado de maca do edifício, informou a CNN.

EFE |

O senador por Virgínia Ocidental Robert Byrd, que tem idade avançada e sofre de mal de Parkinson, também precisou de atendimento médico e foi retirado do Capitólio.

Segundo várias testemunhas, Kennedy estava sentado em uma cadeira de rodas e sofreu uma convulsão.

O senador democrata por Massachusetts, de 76 anos, foi hospitalizado em maio de 2008 após sofrer uma convulsão e posteriormente teve diagnosticado um tumor cerebral.

No entanto, durante a convenção democrata em agosto último, Kennedy tinha prometido que estaria presente hoje em Washington para acompanhar, junto com milhões de pessoas, a posse do presidente Barack Obama.

Obama, que tinha jurado o cargo havia poucos minutos, estava cumprimentando os convidados quando um oficial do Capitólio pediu a presença da equipe médica no edifício.

O presidente americano lembrou que o senador, ícone da ala mais liberal do Partido Democrata, esteve ali "quando foi aprovada a lei dos direitos civis e, junto com John Lewis, foi um guerreiro que atuou em nome da Justiça".

"Mentiria se não dissesse que, atualmente, uma parte de mim está com ele. É um momento de júbilo, mas também de reflexão. Minhas orações estão com ele, com sua família e com (a esposa de Kennedy), Vicki", disse Obama.

Em declarações à imprensa, o senador republicano Orrin Hatch, que presenciou o momento em que Kennedy sofreu o ataque, disse que "todos tiveram muito medo", mas expressou confiança de que o senador superará o problema.

"Nunca perdeu o conhecimento, e quando entrava na ambulância, me deu seu sorriso típico... Parece que vai ficar bem, mas tivemos muito medo", disse Hatch.

Segundo outras fontes legislativas, Kennedy estava sentado à mesa com o senador democrata John Kerry, o ex-vice-presidente Walter Mondale e sua esposa, entre outros convidados.

Acrescentaram que Kennedy começou a sofrer convulsões que duraram vários minutos, e que Obama o acompanhou brevemente no momento em que era trasladado em maca à ambulância localizada em frente ao edifício. EFE mp/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG