Karzai segue na frente na eleição presidencial afegã

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, permanecia nesta segunda-feira no primeiro lugar da eleição presidencial afegã, seguido por seu principal adversário Abdullah Abdullah, segundo os novos resultados parciais com quase a metade das mesas apuradas.

AFP |

Esses números, anunciados lentamente desde terça-feira passada pela Comissão Eleitoral Independente (IEC), continuam sem ser significativos já que provêm do 47,81% dos colégios eleitorais espalhados em todas as regiões do país.

Segundo os números da IEC, Karzai, um dos favoritos para as eleições, totalizava nesta segunda-feira à noite 45,89% dos votos declarados válidos, contra 33,25% para o ex-ministro das Relações Exteriores, Abdullah Abdullah.

Esses dados permanecem estáveis em relação aos resultados anunciados no sábado pela IEC, com 35% dos votos apurados.

Na quarta-feira serão divulgados os próximos resultados parciais.

No dia seguinte à eleição presidencial de 20 de agosto, o campo de Karzai clamou sua vitória no primeiro turno, enquanto que o de Abdullah assegurou que estava à frente e acusou o atual presidente de fraude em grande escala.

Para ganhar no primeiro turno, um candidato deve obter pelo menos 50% mais um dos votos. Caso contrário, será organizado um segundo turno, com certeza em outubro.

Na segunda-feira à noite, o candidato independente Ramazan Bashardost tinha 12,52% dos votos e o ministro das Finanças, Ashraf Ghani, 2,18%, segundo os resultados da IEC.

Das 2.869.562 dos votos válidos, Karzai obteve 1.317.121, Abdullah, 954.256, Bashardost, 359.214 e Ghani, 62.536.

"No momento, não temos números exatos sobre a participação", declarou nesta segunda-feira à AFP Noor Mohamad Noor, porta-voz da Comissão. Fontes diplomáticas ocidentais estimam que o índice de abstenção chegou a entre 30% e 35% dos eleitores.

Os resultados preliminares globais relativos a 100% dos colégios eleitorais serão anunciados entre 3 e 7 de setembro, indicou nesta segunda-feira a IEC.

bur-mba/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG