Karzai saúda declarações de Obama sobre diálogo com talibãs afegãos

O presidente afegão, Hamid Karzai, saudou neste domingo as declarações do presidente americano, Barack Obama, nas quais deu a entender a possibilidade de iniciar um diálogo com os talibãs moderados.

AFP |

"É uma notícia muito boa" que Obama "apóie a idéia de negociações com os talibãs que considera moderados", afirmou Karzai.

"É a posição assumida há muito yempo pelo governo afegão", acrescentou, indicando estar disposto a falar apenas com os talibãs que não fizerem parte da rede terrorista Al Qaeda ou de grupos terroristas.

"São bem-vindos apenas aqueles que combatem seu país porque são obrigados a fazê-lo, porque têm medo ou por outros motivos", explicou o presidente afegão.

Em uma entrevista publicada no sábado pelo New York Times, Barack Obama afirmou que os Estados Unidos não estão ganhando a guerra no Afeganistão, dando a entender que poderia abrir um diálogo com os talibãs moderados.

Obama citou como exemplo a estratégia americana no Iraque, que consistia em conversar com os insurgentes sunitas para afastá-los da Al Qaeda. O presidente, no entanto, ponderou que a situação no Afeganistão é "mais complexa", pois "o governo nacional ainda não tem a confiança do povo".

wm/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG